Truques para manter os pés secos ao fazer vela

Qualquer praticante de vela conhece a sensação desagradável de ter os pés molhados no interior dos sapatos ou das botas. Além do desconforto gerado, este fenómeno é também um incómodo em termos de equilíbrio. De facto, os pés húmidos têm tendência a deslizar no interior do sapato ou da bota... Descubra os nossos conselhos para manter os pés secos enquanto navega.

 

 

As falsas boas ideias para manter os pés secos enquanto navega

 

Antes de qualquer outra coisa, é necessário determinar aquilo que – em teoria – parece ser uma boa ideia, mas que – na prática - se revela bastante inútil ou até mesmo incomodativo: calçar vários pares de meias!

Duas camadas não demorarão mais tempo a ficarem húmidas do que apenas uma camada. Pelo contrário: o tempo de secagem será bastante mais longo. Assim, terá os pés molhados por muito mais tempo...

Além disso, é aconselhável minimizar a espessura sob os pés, de modo a permitir uma melhor sensibilidade, o que farante um melhor equilíbrio.

 

 

Os truques das avós surfistas

Pode, como é óbvio, envolver os pés num saco de plástico enfiado por cima da meia (em material sintético, logo de secagem rápida). Tal irá protegê-lo da humidade exterior. Contudo, o calor dos seus pés acabará por gerar condensação e irá fazê-lo deslizar no interior das botas ou sapatos.

Para não perder a aderência no interior das meias, um outro truque consiste em colocar collants sob as meias. Assim, manterá os pés secos e eles não deslizarão no interior dos sapatos ou das botas!

Pode ainda calçar meias de neopreno estanques, sob as botas ou sapatos, meias do tipo sapatos de surf extremamente finos, com uma espessura máxima de 2 mm.

 

 

As meias impermeáveis/respirantes

Além dos truques do antigamente, todos eles com desvantagens, existe um produto que não se destina à prática da vela, mas que, na realidade, parece ir ao encontro das expetativas dos praticantes em termos de proteção contra a humidade a nível dos pés: as meias impermeáveis/respirantes Sealskinz.

Recentemente, Tanguy De Lamotte, nosso parceiro técnico, esteve nas nossas instalações em Hendaia para uma troca de ideias com os nossos chefes de produtos sobre o vestuário para vela. Tudo isto com a ideia de desenvolver, num futuro mais ou menos próximo, meias impermeáveis/respirantes especificamente adequadas à prática da vela.

 

E se falássemos de sapatos e botas de vela?

Os sapatos de vela

 

vela-sapatos

 

Existem ténis de ponte, compostos por materiais resistentes à água do mar, que beneficiam de uma boa capacidade de evacuação da água e secam rapidamente.

A aderência e leveza irão proporcionar-lhe um conforto ideal. Um trunfo que os torna ideais para regatas com bom tempo.

A desvantagem dos sapatos de vela prende-se com o facto de, apesar do tempo de secagem extremamente curto, eles permanecem sempre ligeiramente húmidos em caso de chuva.

 

 

As botas de vela

 

botas-vela-sola

 

As botas de borracha são 100% impermeáveis. Deste modo, não dão espaço para a respirabilidade. Com efeito, conferem proteção tanto contra a entrada de água como contra a evacuação da humidade criada pelo suor ou a condensação.

Tal como os fatos de vela, as novas botas destinadas à vela são cada vez mais elaboradas. Doravante, os engenheiros atribuem importância tanto à impermeabilidade como à respirabilidade. Quando usa sapatos com solas de borracha micro-estriadas, a sua estabilidade não será posta em causa.  

Se deixar cair a parte de baixo do macacão por cima das botas, isso impedirá que a água entre por cima. Velcros ajustáveis a nível do tornozelo sustentarão essa estanquidade.

 

As botas impermeáveis/respirantes testadas durante a corrida Vendée Globe e aprovadas!

 

tanguy-de-lamotte-chegada-vendee-globe-botas-velas voile



Tanguy De Lamotte, o nosso parceiro técnico, testou estas botas à volta do mundo durante a Vendée Globe: a corrida sem escala e em solitário, a mais exigente a nível mundial. Ele confessou-nos que elas lhe foram extremamente práticas, na medida em que só usou um único par durante os 98 dias da prova. Isso representa uma poupança de tempo considerável durante uma prova em solitário.

 

 

Qual a sua opinião? Dê-nos a conhecer os seus truques para manter os pés secos enquanto pratica vela e deixe um comentário.



 

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Validação
HAUT DE PAGE