Como escolher o seu colete salva-vidas

(1)

1. Compreender os diferentes tipos de coletes salva-vidas

É necessário não confundir o colete salva-vidas com o colete de auxílio à flutuabilidade. Estes últimos ajudam apenas no caso da flutuabilidade e exigem que se saiba nadar, ao passo que os coletes salva-vidas permitem a viragem da pessoa que fica de costas, para que possa respirar em caso de inconsciência.

Existem dois tipos de coletes salva-vidas: os de espuma e os insufláveis.

Ambos são igualmente eficazes, mas o insuflável é aconselhável para uma utilização regular, porque oferece uma grande liberdade de movimentos.



Para ser útil, é necessário usar o colete salva-vidas: não o deixe no fundo do barco!

Por uma questão de segurança, é obrigatório usá-lo SOBRE o casaco e o arnês.

 

2.  As normas de segurança CE do colete salva-vidas

Cada colete salva-vidas vendido na Europa deve estar em conformidade com a norma em vigor e apresentar a marca CE, provando que foi testado e aprovado.

As normas validam, pelo menos, a flutuabilidade, indicada em Newton (N), bem como a viragem com a manutenção sobre as costas de uma pessoa inconsciente (vias respiratórias desobstruídas).

Estes coletes salva-vidas são concebidos de acordo com a norma ISO 12402, decomposta em função da flutuabilidade:

- 12402-4 para os 100 N;

- 12402-3 para os 150 N;

- 12402-2 para os 275 N.

   

A não esquecer: 10 Newtons correspondem a 1,01 kg de força de flutuabilidade.



Tipo de equipamento individual de flutuabilidade existente e a sua aplicação

Aplicação

Nível de desempenho (em newtons)

Ao largo, condições extremas, peças de roupas de proteção especiais, equipamento pesado

Colete salva-vidas

275 N

Ao largo, peças de roupas para mau tempo

150 N

Águas abrigadas, peças de roupas leves

100 N

Apenas para os nadadores: águas abrigadas, ajuda na proximidade, proteção limitada contra o afogamento, não se trata de um colete salva-vidas. Apenas garante a flutuabilidade a uma pessoa consciente

Colete de auxílio à flutuabilidade

70 N

 

50 N





Tipos de coletes homologados

Colete salva-vidas espuma 100 Newtons Colete salva-vidas espuma 150 Newtons Colete autoinsuflável 150 Newtons

Particularidade dos coletes salva-vidas:

Para garantir a viragem de uma pessoa inconsciente, os coletes salva-vidas possuem uma forma com um volume assimétrico. Ou seja, mais espuma (ou mais ar) num lado do que noutro.

 

Comment choisir son gilet de sauvetage

 

3. A escolha do seu colete salva-vidas

Escolha o colete com base no seu peso. Um colete de tamanho incorreto pode impedir a sua eficácia.

 

 



Peso em kg

Flutuabilidade 100 Newtons

Flutuabilidade 150 Newtons

40/60

70

110

60/70

80

130

>70

100

150

 

4. O colete salva-vidas em espuma

O colete em espuma é tão eficaz como um colete insuflável. Existem inúmeras marcas que se diferenciam pelos sistemas de fixação.

Os modelos de “primeiro preço”, que se assemelham a blocos de espuma retangulares, cumprem a norma, mas não apresentam uma forma adequada aos movimentos do praticante.

Os coletes salva-vidas TRIBORD oferecem, desde o modelo mais básico, uma ergonomia concebida para a prática da vela (descubra a nossa página dedicada à inovação no SECUFIT).

5. O colete salva-vidas insuflável

Os coletes salva-vidas insufláveis são compostos por um cartucho de CO2 que permite a insuflação do colete em menos de 10 segundos, após uma percussão manual ou automática.

Desaconselhamos a utilização de coletes manuais, que consideramos serem perigosos quando uma pessoa que perdeu a consciência cai na água.

A principal vantagem do colete autoinsuflável é o tamanho reduzido, que lhe permite ter uma grande liberdade de movimentos.





Os diferentes modelos:

A não esquecer: um pipo presente em todos os coletes permite insuflar a câmara de ar, além de permitir o seu esvaziamento após a utilização.

 

6.O equipamento de ajuda à deteção, obrigatório no colete

- Um apito fixado de tal forma que a sua utilização se consiga fazer sem dificuldades;

- A presença de faixas refletoras.

 

7. O equipamento de segurança complementar

Pode completar o seu vestuário de segurança:

- adicionando ao colete uma fonte luminosa elétrica e (ou) química (cialume). Fixada de forma permanente, deve ter capacidade para iluminar durante cerca de doze horas;

- utilizando um arnês e respetiva corda, sobretudo para a prática em condições difíceis: navegação de noite e/ou em solitário. Em determinados modelos, o arnês está integrado. Este conjunto permite que permaneça sempre fixado ao barco. Atenção: não utilize este material como cinta pélvica para subir até ao ponto cimeiro do mastro!

 

8. Conselhos de manutenção do seu colete salva-vidas

Os coletes salva-vidas têm uma duração útil limitada. Estão sujeitos a inúmeras agressões: raios ultravioleta, sal do mar, abrasão, compressão...

Assim, para aumentar a sua duração útil, é necessário passá-los por água depois de cada utilização e providenciar a sua secagem rápida.



No caso dos modelos insufláveis, é necessário desmontar o sistema de insuflação, lavar, secar o colete e montar de novo o sistema.







Pour les modèles gonflables, il faut démonter le système de gonflage, rincer, sécher le gilet et remonter le système.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Validação
HAUT DE PAGE